08 novembro 2013

"Dança dos deuses"





















Vale aqui o mesmo raciocínio da última indicação de livro: li faz muito tempo e gostei, mas estou sem tempo para a releitura agora. Como a ideia desta série é compartilhar dicas de leitura (e como são tão poucos os bons livros sobre futebol), deixo apenas a indicação e também a sinopse que presumo ser a oficial:

"No Brasil, o futebol é bastante jogado, mas insuficientemente estudado. Esta constatação estimulou o medievalista Hilário Franco Júnior a empreender uma abrangente viagem em torno do tema. Este livro está dividido em duas partes, uma histórica e outra de viés analítico. Do ponto de vista histórico, o autor mostra como o futebol não pode ser dissociado da história geral das civilizações. Exemplo eloquente encontra-se na lógica da sua propagação e rejeição, a partir da Inglaterra, tendo sido bem aceito nos países que sofriam forte influência cultural inglesa, mas nunca devidamente incorporado em países que constituíram o império, como Austrália e Canadá. A própria evolução das regras e das táticas do esporte respondeu, é fato, a necessidades específicas do jogo, mas também só pode ser entendida em contextos de adaptação do futebol às mudanças no mundo. Na segunda parte, o autor procura investigar o esporte como metáfora sociológica, antropológica, religiosa, psicológica e linguística. Os leitores são levados a pensar, por exemplo, sobre os diferentes usos políticos da modalidade, seja por regimes autoritários ou democráticos, tanto uns quanto outros sempre abraçados ao nacionalismo. A obra ainda convida a refletir sobre os sentidos ocultos em toda a ritualização do mundo esportivo, nos nomes dos times, nas cores das camisas, nos escudos, e ainda recorre a Freud para examinar a fascinação que o esporte exerce."

Onde comprar: aqui, aqui, aqui ou aqui.

###

Os jornalistas entenderão: este era um "post de gaveta" e, acreditem, já passa da hora de desovar o estoque.

4 comentários:

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=jA9bKpjHk3Y&hd=1

Quilmes genial como sempre

Anônimo disse...

desovar???

que palavreado de bandido

cade o exemplo??????

cade o formador de opinião????

quanto cinismo.......

claudio longo disse...

Parabéns Barneschi , li o livro que em todos os pontos avalia aspectos cada vez mais próximos aos detalhes do atual estagio de um futebol tratado como um mero produto descartável sem essência e conteúdo, pois a raiz de todo o evento esta na relação humana de conquista , dentro e fora de campo!

Raul Martins Dias disse...

Comprei recentemente o "La doce", do qual ouvi falar justamente aqui no Forza Palestra. Ainda não li, pretendo fazer isso em breve.