29 abril 2013

Estádio Palestra Itália












O estádio do Palmeiras já tem nome há 80 anos: Palestra Italia.

Não é preciso ser historiador – eu até gostaria de ser – para saber que nomes não se podem impor. Exceção feita àqueles de origem, nomes são outorgados pela sabedoria popular, com o passar de muitos e muitos anos. Vai daí que muitos de nosso bairros e municípios – e até do país, vejam só! – sejam conhecidos pela denominação indígena.

E é ainda mais notório que, em se tratando de estádios de futebol, boa parte dos nomes tenha relação direta com os bairros em que se situam. Não foi por imposição de quem quer que seja: isso se deu pelo hábito mesmo. Porque o Paulo Machado de Carvalho, por exemplo, só se fez Pacaembu porque as pessoas se referiam a ele como “o estádio do Pacaembu”. Assim se deu com o Jd. Leonor, com o Maracanã e com outros tantos. De certo modo, tem-se acesso à história quando se procura entender a origem dos nomes de logradouros públicos, de lugares e mesmo de instituições.

Há incontáveis casos por aí em que o nome “oficial” não diz muito. Ou, para usar outra expressão, “não pega”. Eu poderia enumerar aqui algumas dezenas de exemplos, só no universo de SP mesmo. Tentar impor um nome a um lugar é tarefa inglória. Pense aí em ruas que tiveram os nomes alterados e que, a despeito disso, continuam sendo chamadas como em décadas anteriores. Pense nas pontes cujas nomenclaturas foram revisadas por decreto, mas que seguem popularmente conhecidas pela nomenclatura tradicional – normalmente vinculada ao bairro.















O Palestra Italia é Palestra Italia e nada mais. Foi o nome a ele conferido em 1933, é o que se preservou até este 2013 e é desta forma que ele será conhecido daqui a mais 80 anos. O que restou além disso, o nome Parque Antarctica, faz referência também à história, neste caso do desenvolvimento industrial de São Paulo, e permanece em evidência porque consagrado pelo uso e pela cultura popular. Não necessariamente como alusão à Companhia Antarctica Paulista, mas ao parque anexo à cervejaria, criado por esta última para o lazer de seus funcionários.

O então Palestra Italia comprou o terreno da Cervejaria Antarctica, mas a marca se fez preservar como uma segunda (e afetiva) opção. Não raro, vinham da própria torcida as menções à nossa casa como “parque”. Em uma música dirigida aos visitantes, por exemplo: “Ê, ê, ê, aqui no Parque não tem jeito de correr/ E vai morrer!”.

De toda forma, também a memória da cidade preservou esta versão. As placas de trânsito de toda a região se referem à nossa casa como “Parque Antártica” – a avenida que passa ao largo do clube, por exemplo, virou Antártica (em referência à Antarctica) e, junto com ela, se modificou a grafia urbana do “parque”.
















Notem que, para contar isso tudo, devemos remontar ao final do século XIX - quando a Antarctica se instalou por lá, antes mesmo de o futebol chegar a estes confins. Porque é a história que dá sentido aos nomes. Isso não se constrói de uma hora para a outra, menos ainda por interesses mercadológicos. É algo que até se poderia ser feito em conjunto, no seu devido tempo, mas nunca por imposição.

A torcida continuará chamando o estádio Palestra Italia de... Palestra. Porque é este o seu nome desde os idos de 1933. E não se mudam 80 anos de história por força de estudos de branding, menos ainda pela vontade de executivos, tampouco por uma pesquisa na internet.

###

_Fotos do arquivo do grande mestre Ezequiel (site Palestrinos) e colaboração indispensável do igualmente grande Fernando Galuppo.

_A última imagem, claro, veio do Google Street View.

22 comentários:

j.w molstern disse...

A PM serve e protege

mais respeito a instituição pública ilibada

César SEP disse...

Foi foi foi foooooiii
Foi no PALESTRA ITÁLIA
que eu vi acontecer...
e na Libertadores
o meu Palmeiras vencer!
com muita força de vontade
com muita garra e muita luta
meu Palmeiras campeão
ganhou mais uma disputa
Mancha na arquibancada
não parava de cantar
com muita dignidade
nossas glórias a alcançar
eu disse: foi , foi, foi...

Bruno Bernardo disse...

Podem colocar o nome que quiser. O nosso estádio se chama e sempre se chamará, PALESTRA ITÁLIA.

Estão conseguindo matar a tradição do futebol, não só no Brasil, como n mundo. Morte aos malditos que querem destruir o futebol.

tadeu schmidt disse...

futebol tem que ser levado no entretenimento

futebol é diversão

futebol é globo

Anônimo disse...

Liga lá pra Allianz e fala pra eles cancelarem o contrato então. Ou talvez seja melhor ligar pra WTorre e mandar eles devolverem o dinheiro. Torcida quer títulos time forte, qnd o clube arruma um parceiro de renome MUNDIAL é assim que tratam essa parceira.A própria torcida destruindo o clube que tanto amam.

Leonardo disse...

Tomei conhecimento agora dos possíveis nomes para o Palestra Itália. Nosso estádio já tem nome, o que já mostra que o que for decidido jamais terá real uso.

Eu continuarei indo ao Palestra Itália e assim chamarei nossa casa para sempre.

Leonardo Nakamura

Vitor Forcellini disse...

Palestra Itália ou Parque Antárctica. Nem de Arena o nosso estádio deve ser chamado, muito menos Arena 360. Que diabos de nome é esse. A Allianz perdeu grande chance de fortalecer seu nome, se não queriam ofuscar a marca com o Palestra, vão acabar criando antipatia com a torcida do Palmeiras. Time grande é time que tem história, não é preciso de um parceiro de renome mundial para nos fazer gigantes.

Zoinho disse...

Acho que a escolha de Allianz Park é uma maneira de tentar trazer o Parque e cair no gosto.
A maioria dos Palmeirenses que não frequentam o estádio se referem ao Palestra como Parque Antartica.
Entrando a grana, deixa eles colocarem esse nome, nos vamos chamar sempre de Palestra Itália.

Anônimo disse...

Somos resultados de todas as emoções que sentimos, de toda a história que vivenciamos, e não há como nos alienarmos da nossa caminhada! Indepentemente de como a Allianz resolver batizar o novo estádio (ou arena?) o nome que estará sempre em nossos corações será Palmeiras! Vale aquilo que os nossos corações apaixonados mandam! Paixão eterna pelo Palmeiras!

Anônimo disse...

Qual a razão de desocupados, eternamente invejosos, frequentarem um blog de palmeirenses apaixonados? Inventem outro passatempo, cambada de seres irrelevantes, gente frustrada, mesquinha e enrustida! Arrumem o que fazer!!!

Anônimo disse...

a allianz perdeu a grande chance da vida dela de ter o nome Palestra relacionado à sua marca...esta que é a verdade!!!...poderemos manter vivo o nome Palestra sem se ligar à nenhuma marca!!!

PorcoCareca

Ettore disse...

Qdo o palestra itália virou palmeiras, deixou de ser gigante por isso? A parceria com a parmalat importou em "vender a camisa"? A necessidade de dinheiro para ter um time decente é maior do que o preciosismo com relação ao nome. Para os palmeirenses o estádio será sempre palestra itália e pronto. Sucessivos rebaixamentos vilipendiam nossa história mto mais do que trocar o nome "formal" do estádio.

Ronei disse...

Vamos continuar chamando o Palestra de Palestra, é fato.

Mas o que preocupa mesmo é saber como será o clima nesse novo estádio.

Terá alma ou será mais uma dessas arenas pasteurizadas?

Anônimo disse...

esse post tinha tudo para ser raivoso (e com razão) mas saiu um grandíssimo texto com as pitadas históricas e a brilhante argumentação. um dos melhores posts deste ano. valeu!

Anônimo disse...

Se informem sobre o novo estadio do Inter, o novo Beira Rio.
A Nike sera a parceira, e tudo indica que o nome sera Estadium Nike Gigante da Beira Rio. Ou seja, a Nike se coloca como parceira mas nao retira o tradicional nome do estadio do Inter. Porque nao fazem algo assim aqui tambem?

Paty disse...

Para nós sempre será Palestra.
A Jennifer Lopez e cia nunca conseguiriam pronunciar Palestra, daí a escolha do Parque(park).Dane-se a vontade do torcedor.

César SEP disse...

Esse Del Nero é uma piada, um câncer no futebol brasileiro.
O desgraçado quer domesticar o torcedor.

http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2013/04/palmeiras/del-nero-quer-inventar-professor-de-torcida-para-minar-organizadas.html

R.I.P

Charles Miller

Renato Moreira disse...

Foi no Palestra Itália... Será sempre no Palestra Itália...

Sem mais!

Anônimo disse...

Os nomes são escolhidos para alcance mundial ... por isso park, center e 360 ... o que impede de batizar-se de palestra ... nao tem como essa palavra ser utilizada ... por isso os nomes...

Anônimo disse...

Pm eh tudo bandido, quem confia em polícia , euuuu naum sou louuuco

Anônimo disse...

Realmente tem coisas que a gente lê por aqui que é de foder....
Quer dizer então que a Allianz tem que pagar R$ 300 milhões e não tem o direito de colocar o nome que ela quer no estadio ????
E o Palmeiras vai ter que ser refen da falta de dinheiro pro resto da vida, só por que uma parte da torcida não aceita mudar o nome do Estadio ????
De fato, a "politica,a historia e o futuro" não podem ser vividas pelo Palmeiras, e por isso que somos uma torcida que vive do passado, pois uma parte dessa torcida não quer viver o futuro...

Barneschi disse...

É cada imbecil que aparece por aqui...