25 abril 2012

O futebol, este desconhecido (ou GWE, 7)

Sim, o texto que começa agora bem poderia ser o capítulo 7 da esporádica série "Geração Winning Eleven" (conferir os anteriores em 1, 2, 3, 4, 5 e 6). Mas sei que agora essa molecada alienada migrou para o Fifa e então talvez fosse o caso até de mudar o nome. Não, não é! Deixe estar e sigamos com o título acima, porque ele se faz muito mais apropriado no sentido de antecipar o que se segue:

Jogadores de futebol, os senhores bem sabem, são tratados por este blog como os vagabundos descartáveis que efetivamente são. O nome pouco importa; eles são números e devem ser tratados assim.

Tal lógica é exatamente o oposto do que se observa com essa geração de """torcedores""" (ênfase nas aspas) de videogame e de redes sociais. Porque o tratamento por eles concedido aos jogadores é de reverência, quase como se fossem ídolos pop. Notem aí que qualquer desses moleques sabe escalar os grandes times europeus do goleiro ao centro-avante, e é capaz ainda de dizer onde está cada um dos pretensos ídolos. Pergunte, no entanto, quais são as torcidas de destaque entre os clubes europeus, a história do Barcelona ou as origens recentes do endinheirado Chelsea, e o babaca ficará calado. Mais que isso: pergunte qual é a experiência desse puto dentro de um estádio de futebol e receberá o silêncio como resposta.

Pois digo então que o Barcelona foi apresentado ontem (e na última semana como um todo, faça-se justiça) a este desconhecido chamado futebol. Porque o que disputava o clube catalão até a fase anterior da UCL não era exatamente futebol. O Barcelona pairava acima de todos os outros, a vida era fácil, as vitórias pareciam naturais demais, não havia risco. Estava longe de ser futebol; era uma atividade paralela, que carecia de certa dose de dramaticidade e de um pouco sofrimento para se qualificar como futebol. Era, sejamos claros, uma chatice.

A eliminação de ontem, se vista em perspectiva, é muito boa para o Barcelona. É boa porque traz o Barcelona para o futebol de verdade, este que se pratica por todos os outros clubes e que, acreditem, é mais desilusão que festa. As eliminações traumáticas são mais comuns que as grandes conquistas, as derrotas vexatórias se fazem mais presentes que as campanhas avassaladoras, os dramas ocupam mais espaço que as goleadas. E é assim que deve ser.

Futebol é isso e o torcedor do Barcelona ontem no Camp Nou foi apresentado ao esporte (lembrem-se, senhores, que só existe um esporte; o resto é brincadeira de educação física). O torcedor do Barcelona chorou, sofreu, viu o time pressionar um rival encurralado durante 90 minutos. Ah, aquele desespero do final foi tão bonito... Bola alçada na área, correria, a derrota se aproximando. E o gol sofrido já nos descontos, um belo gol, pois sintomático de todo aquele desespero. Um gol que teve o efeito de calar o estádio, de impor um drama ao qual aquela gente parecia pouco habituada. E haverá de ser bom para todos.

A derrota é uma bênção para a torcida do Barcelona (e por torcida, entenda-se, é claro, quem estava ontem no estádio). Porque, e aqui eu sei que parece clichê, é a derrota que dá um peso maior para as vitórias. É a derrota que faz o torcedor entender o futebol de maneira completa. É a derrota que faz o torcedor se sentir mais importante para o clube. É a derrota que molda o caráter.

O futebol é injusto. O futebol machuca. O futebol mais tira do que dá. O futebol chega a ser cruel, como acontece com um time que enfia três bolas na trave em um jogo, mais duas no outro, pressiona, joga melhor (e é melhor), mas não consegue superar uma retranca muito bem montada e vê o sonho escapar em duas enfiadas de bola precisas, em contra-ataques mortais. É a beleza do futebol. E é a dor de saber que se está perdendo para um time sem alma, para uma entidade artificial, para um clube que é a representação de tudo de ruim que existe no tal futebol moderno. Mas é assim que é.

Difícil aceitar assim de maneira tão imediata, mas a torcida do Barcelona haverá de entender. E vai agradecer porque a geração de torcedores mais novos passa agora a conhecer o futebol de verdade.

###

_O Chelsea, vocês sabem, é uma aberração completa. É um símbolo desta maldita Geração Winning Eleven. E é só por isso que eu preferia ontem a vitória do Barcelona. Que Bayern ou Real Madrid, de preferência o primeiro, se encarreguem de evitar o pior na final.

_Em que pese o meu ódio pelo Chelsea, os 10 jogadores que seguraram ontem o Barcelona (e foram buscar os dois gols já com a inferioridade numérica) praticaram um futebol belíssimo. Retranca, entrega, espírito de guerreiros. Seguraram um time superior, foram matadores no contra-ataque e merecem todos os elogios por isso. O futebol vive em tardes como a de ontem.

_O pênalti perdido e a derrota haverão de ser bons também para Messi. Ele é humano e, como tal, falível. Baixemos um pouco a bola. A Copa/2014 vem aí e ainda quero crer que ele haverá de se consagrar em solo sagrado.

22 comentários:

Nicola disse...

O Chelsea não tem futebol pra ganhar do Barcelona NUNCA. Juiz de merda que não expulsou o Lampard, quando chutou o Fabregas... Acredito que o Barcelona ainda vai se manter bastante tempo no topo, principalmente se mantiver o Guardiola.

Ademir Castellari disse...

E tem babaca por aqui, da imprensa inclusive, dizendo que o futebol está de luto pela derrota do Barcelona. Essa gente 'babona' não entende que só o futebol pode propiciar isso, porque nele não existe um conceito que em outros 'esportes' sobra: a justiça. O futebol é injusto, e por isso apaixonante.

Ontem alguém, no TT, definiu bem o que parece o esquema do Barcelona: um time de Handebol. O Barcelona 'handebolinizou' o futebol. Cruz-credo!

André / Americana disse...

Barneschi, mais um belo texto!

Pra mim, eu também colocaria aspas para a "torcida" do Barcelona. Aquilo tá mais pra cirque du soleil, teatro. São almofadinhas sentadinhos, comportados, acostumados a ver um time fazendo apresentações. Fiquei pensando até que ponto esse estilo de jogo do Barcelona tem a ver com os fracos adversários que enfrenta no campeonato espanhol.

Apesar de não simpatizar nem um pouco com o Chelsea - mais um daqueles times que vendeu a alma ao diabo - achei interessante ver a proposta de jogo deles, que pra mim é muito mais futebol do que aquele irritante "toca, toca, toca, passe de efeito, gol" do Barcelona. Foi mais interessante ainda ver o Barcelona deixando seu estilo de jogo e passando a dar chutões, lançamentos, cruzamentos e fugindo ao seu estilo, no desespero.

Aos que acharam que o Chelsea praticou anti-futebol eu desejo a morte. Pq pra mim, ontem foi a essência do futebol na base de superação, de um time mais fraco podendo vencer um infinitamente mais forte, que é justamente o que faz o futebol ser o qué!

Vejamos o jogo de hoje...gostaria de ver o Bayern jogando a final na Alemanha mas acredito que o Real passe com facilidade até.

Só pra constar...o Chelsea vendeu a alma ao diabo mas também não dá pra simpatizar - pelo menos fora de campo - com um Barcelona dirigido por Rossel.

Abraço!

Nicola disse...

Po Ademir, parecia handebol porque o Chelsea é uma bosta. Botaram muita pressão no Barcelona e acabaram falhando, muito jogador lá com a cabeça na Eurocopa também...

Quem quer que pegue o Chelsea na final vai passar por cima e com sobras, nem o Arsenal ganhou esse torneio, não vai ser esse timinho escroto que tem nome de mulher que vai...

Anônimo disse...

Infelizmente essa geração W.E pense que o chelsea é clube grande ,nem na inglaterra ele tem historia,é especie de um são caetano que tambem teve seu momento de midia mas acabou, como ha de acabar o do chelsea ,é só o mafioso ir embora que eesa trolha volta para sua realidade,quanto ao barcelona o post já disse tudo.hoje sou Bayer!!!!
Ricardo Giunco

gregory disse...

Geralmente não assisto futebol europeu, não consigo assistir um jogo sem torcer, contra ou a favor de alguem hahaha, acho que não sou tão apaixonado por futebol como eu era com meus 15 anos que passava o dia vendo de campeonato carioca até champions league, o que tivesse passando eu parava pra assistir.

Mas ontem parei pra ver o jogo com meu pai, realmente um jogão, com direito a ESPN falando de briga entre as torcidas do Chelsea e Barça antes do jogo hahahaha

Uma pena o Chelsea ter passado, por causa dos desfalques que vi que terão na final, queria assistir uma final com os dois times com força máxima, se possível o Bayer.

E vou repetir uma frase do meu pai ontem, um dos palmeirenses mais extremistas que conheço: "Nunca liguei pra futebol europeu e decidi hoje torcer pro Barcelona, e olha o resultado, o jeito é torcer pro Corinthians na Libertadores" hahahahahaha

Belo texto.

Anônimo disse...

Legal. Eu como Amante do futebol, acompanhei sim o jogo e tal. Mas FODA-SE se o juiz roubou, se o Barcelona foi melhor que o Chelsea. Apenas gostei de ver aí como escrito a entrega e o espírito aguerrido dos jogadores. Sou torcedor do PALMEIRAS, o resto a gente observa ! Gostei de ver a eliminação do BARCELONA, assim os BABA OVOS de plantão param de encher o saco um pouco.
Mas confesso que seria bom ver o Palestra jogar um futebol convincente como o barça.

FORZA PALESTRA

Danillo Bovi

Anônimo disse...

Quanto a saber se Chelsea é time grande ou pequeno também não me importa a história deles... Quero saber da história do Palmeiras, e talvez de quem cruze o caminho dele... O resto é resto !

Bovi

Anônimo disse...

pra aqueles que criticam o Mago, fica um dado.

El Mago NUNCA perdeu um penalti decisivo pelo Palmeiras.

Mago em forma melhor que Messi moda.

Anônimo disse...

o comentário acima é meu.

João Batista (JB)

Barneschi disse...

João Batista,
Parabéns para você e para o, como é mesmo?, "Mago". Um busto para Valdivia e para todos os do fã-clube.

jlcolli disse...

Concordo com você, é chato (exceto ontem) assistir jogo do Barça. Os 7x1 em cima do B Leverkusen (oitavas) será esquecido, o de ontem, entrará para história.

Joab Barros

@nostro_palestra disse...

Cara, ok! Mas como o Chelsea não tem como ganhar do Chelsea de maneira nenhuma como foi sitado? GANHO NÉ! Como é uma aberração completa? FUTEBOL ARTE COMO VCS FALAM É PRA VIDEOGAME, ONDE VC RODA AQUELE BOTÃOZINHO CHAMADO R3 OU SEJA COMO FOR! FUTEBOL É RAÇA, É ENTREGA, É VONTADE DE SER MELHOR QUE O SEU ADVERSÁRIO! O BARCELONA É MELHOR QUE O CHELSEA, MAS O CHELSEA TEM ESPÍRITO DE VITÓRIA, QUE FALTA AO PALMEIRAS! VEJAM O JOGO CONTRA O GUARANI, COMERCIAL... MESMO QUANDO VENCEMOS NOSSOS ADVERSÁRIOS TEM MAIS VONTADE DO QUE NÓS!!!! FAÇA-ME O FAVOR!!!!! ADMIRO MUITO, MAS MUITO VC, PELO SEU "TRABALHO", SE É QUE PODEMOS DIZER ASSIM. MAS DISCORDO TOTALMENTE DESSE NEGÓCIO DE GERAÇÃO WINNING ELEVEN...!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Thiago disse...

Terça quando o Chelsea empatou, eu ouvi ROJÕES, e não foram poucos.

Ontem um amigo meu disse que viu na faculdade um gordinho bobo andando pra cima e pra baixo com UMA BANDEIRA DO CHELSEA NAS COSTAS.

Isso em uma cidade com as duas maiores torcidas do interior e que disputarão uma semifinal historica domingo.

Luiz Fernando disse...

Barneschi,discordo um pouco de que todos os outros são bricadeiras de Educação Física,o Basquete pra mim é um esporte importante mesmo que mesmo muito abaixo do futebol,veja uma partida da Euroliga e vc vai ver torcidas tão fanáticas quanto as de futebol,sem contar que a seleção brasileira de Basquete honra a camisa muito mais do que em qualquer outro esporte,mas tb é o único esporte além do futebol que acompanho assiduamente.

Só pra constar,essa do gordo bobo de Campinas é dose pra Mamute,porque não destes umas porradas na fuça dele cara?haha

Samora Jr disse...

Um dos melhores textos qe vc já escreveu... Parabens Barney.. Sempre se superando

Rafael disse...

Barneschi é um cara muito sensato nas palavras, mas dizer que apenas o futebol é esporte, já beira a loucura. Foi infeliz nesta afirmação!

Anônimo disse...

Vocês que acham errado a afirmação de que só o Futebol é esporte:

QUAL OUTRO ESPORTE MOVE TANTA PAIXÃO E LOUCURA COMO O FUTEBOL?

Vôlei, natação? esgrima? Stock Car?

Acho que é isso que o Barneschi quis dizer. Não sei, só o próprio pra explicar.

Abs

Anônimo disse...

O teu problema é que você acha que tudo o que você pensa é certo. Se o cara quiser ser fanático pro APOEL o problema é dele. Ele será tão torcedor quanto você. Põe lá tua bundinha no cimento e gira catraca enquanto muitos riem da tua cara.

Brunno Seneguini disse...

Caralho Barneschi, que texto perfeito, mais uma obra prima...


Abraço

Raoni disse...

Bayern Neles!! Mas só pelo fato de ser contra a aberração chamada Chelsea.

Chelsea pra mim é a tradução de São Caetano para o inglês. Que morram com o dinheiro do Russo no toba deles.