20 fevereiro 2013

"Soccer vs. the State"

A literatura sobre futebol no Brasil é pobre, débil até, praticamente limitada a coletâneas pouco inspiradas, relatos históricos sobre títulos de clubes ou da seleção (nunca com foco nas torcidas) e outras obras de menor relevância - algumas nem deveriam existir. Há exceções aqui e ali, e este blog vai cumprir agora o papel de recomendar alguns desses livros para os interessados em futebol e, claro, em literatura.

Já houve posts sobre outros livros (conferir aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui), mas, exceção feita à série sobre a bíblia "Fever Pitch", isso nunca se deu de maneira sistemática. Vou tentar agora empreender algo nesse sentido.

A ideia não é fazer propriamente resenhas ou análises detalhadas de cada livro (simplesmente porque falta tempo), mas sim fazer uma breve apresentação, mostrar do que se trata e, o mais importante, trazer alguns trechos que sintetizem o livro.

Vamos começar com "Soccer vs. the State", de Gabriel Kuhn. O subtítulo, "Tackling football and radical politics", diz muito sobre o que vai se encontrar ao longo de suas pouco mais de 250 páginas.

Peço, por favor, que relevem o "soccer" do título. Porque, ainda que não de maneira explícita, trata-se de um precioso estudo sobre resistência ao tal "futebol moderno". Além de um cuidadoso histórico do "esporte da classe operária", a obra se dedica a retratar manifestações políticas, protestos de torcedores e conflitos clubísticos pelo mundo. Quase sempre o foco é no surgimento de cada um dos fenômenos a partir da mobilização popular. E sim, muito se fala sobre elitismo, mercantilização do jogo, marketing predatório e investimento nocivo de empresas.

É, no mínimo, uma reflexão necessária para os alienados que vivem proclamando aí sua afetação em torno da modernidade e de toda esse discurso deslumbrado em torno do futebol.

























Alguns trechos que merecem destaque:

“What the book remind us of is that despite the damage done to the game by billionaire owners and TV franchises, the heart of football is still defiantly where it was at the game’s inception: 22 players kicking a ball around the field and an audience of several thousand mainly working-class supporters celebrating their communal solidarity.”

(…)

“The first time I heard our song ‘Tubthumping’ being played at Turf Moor (home of Burnley FC) I was in the toilets behind the main stand having a piss. And believe or not, the synthesis of a lifelong love of the culture and context of both music and football came together right there in that smelly urinal.”

(…)

“The truth, tough, is that my footballing years have had a profound impact on my personality, my relationship with others, and my view of the world. The famous remark by Albert Camus, “what I know most surely about morality and the duty of man I owe to football”, deeply resonates with me.”

###

Onde comprar:
Como o livro não foi ainda lançado no Brasil, só o que se encontra no mercado é a edição importada. Eu comprei o meu na seção de esportes da Livraria Cultura do Conjunto Nacional faz um bom tempo, mas nunca mais encontrei nenhum exemplar por lá. É possível, no entanto, comprar pela loja virtual da própria Cultura por R$ 57,10.

19 comentários:

sep palmeiras disse...

barneschi, vendo de um modo geral, nao só pelo futebol e sim no contexto geral, o que voce acha da policia militar de sp???

César SEP disse...

Barneschi, vc tem idéia onde eu consigo comprar o livro "Febre de Bola"?
Não achei na saraiva, na cultura, na fnac e nem nas sebos aqui em santo amaro.
No site "estante virtual" só tem em forma de audiolivro, com narração na Soninha Francine, dai não dá neh? ahahha
Abs

Daniel disse...

Sabe onde posso encontrar "Febre de bola" ? Procuro há tempos...

Anônimo disse...

Meu caro Barneschi,
Vou procurar comprar e ler. O tema é fascinante. Aproveito para recomendar a leitura do livro (penso que você já deve até conhecer): "Como o futebol explica o mundo" de Franklin Foer, um americano apaixonado por futebol e que explica diversos eventos históricos e sua relação com acontecimentos do futebol. Muito interessante.
Abraço,

Leonardo disse...

Realmente um texto muito bom. Tomara que esta série possa dar a nós uma lista de bons livros a respeito do futebol.

Acredito que um livro que deva ser levado consideração é ''Entre os vândalos'', de Bill Bufford.

César SEP disse...

"La Doce" de gustavo grabia tambem é muito bom, já lançaram a versão em português em 2012.
Torcida do Boca dá porrada em todas as outras sauhsau

Anônimo disse...

achei este livro por acaso outro dia na Cultura, era o unico da prateleira e estava meio escondido. foi muita sorte.

eu acho que também pq nao temos quase nada que preste aqui, o ForzaPalestra deveria virar um livro. eu nao só compraria como tambem cederia gratuitamente todas as fotos haha

abraço!
gabriel uchida

Anônimo disse...

Colorado que sou, gaucho, proximo a Argentina, acabei lendo e nao me decepcionando, com o livro " LA DOCE, A EXPLOSIVA HISTORIA DA BARRA MAIS TEMIDA DO MUNDO". Tu comeca a ler e nao para mais, 'e muito tri. Outro livro legal, AS TRIBOS DO FUTEBOL, autor Desmond Morris. Tudo sobre o futebol ingles, bah, vale a pena gurizada. Um abraco a esta torcida louca e apaixonada do grande Palmeiras. Saudacoes coloradas, palestrinos.

Bruna disse...

Barneschi, queria saber se você já leu ou conhece "Modern Footbal is Rubbish" de Nick Davidson e Shaun Hunt e se conhece, o que achou?

Obrigada e parabéns pelo blog!

Luan disse...

o que vcs acham de mais um assassinato cometido pela torcida dos gambas? será que vão passar impunes novamente? será q eles nem tem vergonha disso tudo?
realmente o mundo hoje virou uma palhaçada sem tamanho

Enrico disse...

Sobre a morte do moleque ontem na Bolívia e a repercussão aqui no Brasil onde a imprensa correu para amenizar a situação e colocar em dúvida o acontecido:

Acabei de ver um vídeo da tv boliviana
(sim, ela existe!) onde se vê claramente o sinalizador sendo lançado
enquanto sobe um bandeirão dos gambás...e ainda tem gente na imprensa
dizendo que não se pode ter certeza que foi um corintiano que acendeu a
porra do artefato, os caras são muito parciais, vai tomar no meu cu!
E outra, como foi na Bolívia já estão tentando botar a culpa na polícia
de lá por ter deixado o bandido que carregava essa merda entrar no
estádio...daqui a pouco o réu vai ser o moleque que morreu por ter
interceptado o sinalizador com o olho!

Têm que manter presos esses 12 que pegaram e enfiar um rabanete boliviano no rabo de cada um

Anônimo disse...

Luan...deixa eu te perguntar uma coisa...por um acaso vc tem algum "gamba" na sua familia???

Luan disse...

claro q nao, mas porque porra vc me pergunta uma merda dessa?

César SEP disse...


Enrico

"daqui a pouco o réu vai ser o moleque que morreu por ter
interceptado o sinalizador com o olho!"
SENSACIONAL!
Esse clube já teria sido extinguido se o Brasil fosse um país sério. Mais uma vez a torcida gambá vai passar impune, quer apostar quanto?
Abs

Bruno disse...

FEBRE DA BOLA
Acabei encontrando no site ESTANTEVIRTUAL (que é um mercadolivre dos Sebos de todo o brasil), em ótimo estado e barato.

Pode ser que ainda encontre por lá o livro.



E é uma pena que a esmagadora maioria dos livros de futebol não apareçam traduzidos por aqui. Eu analfabeto mundial, fico de fora !


Abraços, e gostei da idéia de divulgar livros, poderia também começar a divulgar filmes e documentarios dessa cultura da arquibancada, tem muita coisa ai multimidia, e consegue encontrar com mais facilidade legendado.


Abraços, primeiro comentário que faço aqui, mas leitor assiduo. melhor blog do Palmeiras/Futebol.

Barneschi disse...

Bom – e surpreendente – saber que um post sobre um livro rendeu assim uma repercussão tão expressiva e qualificada. Obrigado a todos pelos comentários.

Às considerações necessárias:

sep palmeiras
Cara, melhor eu não expressar tudo o que penso sobre isso. De toda forma, minha preocupação essencial diz respeito aos estádios, e aí eu te digo que a PM é incompetente e mal intencionada.

César SEP e Daniel
O livro está esgotado faz um bom tempo. De quando em quando, eles até liberam alguns livros, e vale ficar cobrando isso nas principais livrarias. Recomendo que você continue vendo os sebos o “Estante virtual” mesmo, mas a obra é realmente disputadíssima. Em último caso, dá para comprar a versão original na Amazon.

Anônimo
O livro do Franklin Foer é importantíssimo e será um dos próximos a entrar aqui no blog. Pode aguardar.

Leonardo
“Entre os vândalos” é um dos próximos!

César SEP
Este é um dos indicados por este blog anteriormente. Coloquei todos na aba “Biblioteca”, aí na barra do lado direito.

Uchida
Meu velho, essa ideia está ficando mais e mais madura a cada dia. É um sonho meu. Estou tentando encontrar o tempo e as condições necessárias para isso. Mas vai sair!

Colorado
Obrigado pela audiência e pelos comentários recentes. Não conheço esse último livro não. Vou procurar.

Bruna
Estou terminando agora a leitura desse livro. Vai ser um dos próximos. Obrigado!

Bruno
Gostei da ideia de indicar as séries e documentários. Vou primeiro esgotar todos os livros mais importantes e depois passo para a parte mais audiovisual.

***

Se me permitem, não vou falar sobre essa história de Oruro.

César SEP disse...

Barneschi, eu li "La Doce" justamente por recomendação desse blog. Na época em que comprei, já estava à venda a versão traduzida. Não me arrependi, eh bem detalhado o livro. Aquela passagem no começo eh muito boa, em que o Di Zeo fala: "pode nos fuzilar em praça pública, mas depois outros vão assumir nosso lugar, pq eh herança, herança.."
Parece q aquele Mauro foi baleado em agosto de 2012, algo do tipo. Queria saber como está a continuação da história.
Valew
Abs

Anônimo disse...

Meu caro Barneschi,
Peço licença para usar uma expressão antiga e gasta, mas este blog é um oásis em meio a mediocridade geral que assola o futebol! Parabéns, pela sua coragem e determinação! Forte abraço,

Barneschi disse...

Obrigado!